Como Escolher Pneus Para Provas de Ciclismo

Compartilhe:

No ciclismo de estrada, dois modelos são os mais utilizados: o tubular e o clincher.

Pneu Tubular

O modelo tubular de fato é um tubo, que vem encaixado e colado no aro, específico para esse tipo. Esse pneu é o mais usado por ciclistas profissionais. Primeiro porque faz um círculo quase que perfeito quando o pneu está cheio. Depois, por uma questão de segurança. Quando o pneu está colado, se furar, simplesmente vai ficar flat (achatado), mas não sai do aro. Isso traz um maior resguardo para o atleta, principalmente quando está em um pelotão. Se o pneu saísse da roda, ele acabaria travando a roda e causaria um grande acidente. O tubular é muito utilizado por uma questão de segurança e desempenho.

Pneu Clincher

Já o modelo clincher é mais comum comparado ao tubular, porém é menos seguro, já que se furar durante o trajeto, ele se solta do aro e pode causar um acidente.

O pneu mais comum para o público é o clincher. Ele está simplesmente encaixado no aro com uma câmara de ar. A própria pressão da câmara, quando está encaixada, faz as paredes do pneu se pressionarem contra as paredes do aro, travando o pneu. Ele é mais perigoso em um pelotão do que um tubular, pois pode se soltar.

Tipos de pneu clincher: klevar, tubeless e com arame.

O klevar são dobráveis e mais leves, normalmente usados em competição. O modelo com arame não pode ser dobrado e é o mais econômico, mas dificilmente será visto em competições de estrada. Uma novidade é o pneu clincher sem o uso de câmara. O modelo usa uma válvula e um líquido selante. Em caso de furo, o líquido sela o pneu. O interessante é que não somente ele vai te deixar parar menos vezes em um treino, uma prova, mas ele vai te gerar muito mais conforto.

Veja também:  Como Fazer Barrinha de Cereal

Para quem vai começar a competir o clincher de klevar é uma boa opção. Para quem está em um nível maior, o modelo pode variar conforme o investimento que você quer fazer. O clincher de tubeless é mais viável, porém o tubular também é uma opção. Contudo, o modelo tubular é cada vez menos frequente.

Compartilhe: